quinta-feira, 15 de junho de 2017

Lamento dos Imperfeitos, Padre Fábio de Melo e Lucy Alves

lucy alves e padre fábio de melo

Destaco na publicação de hoje sobre a Música Brasileira, um comunicador.  Professor universitário com
amplos conhecimentos filosóficos, escritor, poeta, compositor, cantor e sacerdote católico. Bem pela
imagem acima todos já sabem tratar-se do Padre Fábio de Melo, nascido na cidade de Formiga, no
Estado de Minas Gerais,  em 3 de Abril de 1971.  Com musicalidade nata, sensibilidade social e
humana,  é um intérprete que cativa seu público com mensagens em suas letras, textos de
belo conteúdo poético e literário,  objetivas e universais,  revelando ser ele um  Artista
completo.  Escolhi para ilustrar a postagem, o vídeo no qual canta em um dueto com
Lucy Alves,  "Lamento dos Imperfeitos", uma de suas muitas composições no ritmo
Regional Nordestino.  O duo chamou minha atenção pela ótima interpretação.




Lembro que, nos links apresentados em "links para suas preferências no blog", ao final da postagem, é
possível saber mais sobre este ou outros Artistas, assim como sobre outras Músicas ou ritmos de
sua preferência, em total segurança. Naveguem e descubram o  Brasil  na  Música e na Arte.

carlos miranda (betomelodia) 




Não sou perfeito estou ainda sendo feito
E por ter muito defeito vivo em constante construção
Sou raro efeito não sou causa e a respeito
Da raiz que me fez fruto desfruto a divina condição

Em noites de céu apagado desenho as estrelas no chão
Em noites de céu estrelado eu pego as estrelas com a mão
E quando a agonia cruza a estrada eu peço pra Deus me dar sua mão

Sou seresteiro sou poeta sou romeiro
Com palavra amor primeiro vou rabiscando o coração
Vou pela rua minha alma às vezes nua
De joelhos peço ao tempo a ponta do seu cobertor

Em noites de céu apagado desenho as estrelas no chão
Em noites de céu estrelado eu pego as estrelas com a mão
E quando a agonia cruza a estrada eu peço pra Deus me dar sua mão

Vou pelo mundo cruzo estradas num segundo
Mundo imenso vasto e fundo todo alojado em meu olhar
Sou retirante sou ao rio semelhante
Se me barram aprofundo depois vou buscar outro lugar

Em noites de céu apagado desenho as estrelas no chão
Em noites de céu estrelado eu pego as estrelas com a mão
E quando a agonia cruza a estrada eu peço pra Deus me dar sua mão


padre fábio de melo



fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

quarta-feira, 14 de junho de 2017

A Arte no Mundo - Cuba




la siesta - 1888

guillermo collazo, 1850 / 1896
oil on canvas - 550 x 423 cm - museo nacional de bellas artes de havana
havana - cuba

fonte
imagem e dados técnicos: google
publicado por : carlos miranda (betomelodia) 

terça-feira, 13 de junho de 2017

A Arte no Mundo - Argentina




 el reposo - 1889

eduardo schiaffino - 1858 / 1935
oil on canvas, 109 × 200 cm - national museum of fine arts
buenos aires - argentina

fonte
imagem e dados técnicos: google
publicado por : carlos miranda (betomelodia) 

segunda-feira, 12 de junho de 2017

A Lista, Oswaldo Montenegro com Luiza Possi



" quantos defeitos sanados com o tempo, eram o melhor que havia em você "
oswaldo montenegro



O retorno de Oswaldo Montenegro ao Blog, destaca uma de suas mais belas composições que, com
sua letra nos leva a refletir sobre uma importante palavra: amizade.  Por seu estilo de entoar as
suas composições, é reconhecido mundialmente dispensamdo mais apresentações, pois já
já foi destaque aqui com Lua e Flor, Metade, Agonia, Quando a Gente Ama, Travessuras,
Me Ensina a Escrever, A Porta da Alegria e na publicação de hoje, "A Lista", em uma
interessante roupagem, que tem a participação especial da cantora Luiza Possi.




Lembro que, nos links apresentados em "links para suas preferências no blog", ao final da postagem, é
possível saber mais sobre este ou outros Artistas, assim como sobre outras Músicas ou ritmos de
sua preferência, em total segurança. Naveguem e descubram o  Brasil  na  Música e na Arte.

carlos miranda (betomelodia) 




Faça uma lista de grandes amigos quem você mais via há dez anos atrás
Quantos você ainda vê todo dia quantos você já não encontra mais
Faça uma lista dos sonhos que tinha quantos você desistiu de sonhar
Quantos amores jurados pra sempre quantos você conseguiu preservar

Onde você ainda se reconhece na foto passada ou no espelho de agora
Hoje é do jeito que achou que seria quantos amigos você jogou fora
Quantos mistérios que você sondava quantos você conseguiu entender
Quantos segredos que você guardava hoje são bobos ninguém quer saber

Quantas mentiras você condenava quantas você teve que cometer
Quantos defeitos sanados com o tempo eram o melhor que havia em você
Quantas canções que você não cantava hoje assovia pra sobreviver
Quantas pessoas que você amava hoje acredita que amam você

oswaldo montenegro



fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google