quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

A Arte no Mundo - Brasil


descending the serra do mar, with troops of mate-herb, 1860

joão leão pallière, 1823/1887
engraving - measures not provided - location not reported
unknown city/state - brazil

fonte
imagem e dados técnicos: google
publicado por : carlos miranda (betomelodia) 

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Deus e Eu no Sertão, Victor & Leo, com a Convidada Alcione

victor, alcione e léo


Na postagem de hoje destaco quatro ícones da Música Brasileira.  Ecléticos, adorados por seus
seguidores são eles a dupla Victor e Léo que teve início em 1992, 25 anos de carreira, que
já foi destaque com "Paula Fernandes", Março de 2015, ao cantarem "Não Precisa", e
Alcione, consagrada sambista que dispensa apresentações, tendo marcado presença
aqui no Blog em Outubro de 2013, interpretando o clássico "Estranha Loucura".
O vídeo por mim escolhido para ilustrar a publicação, nos traz um grande
clássico da dupla, Deus e Eu no Sertão, composição de Victor, com a
convidada  Alcione  e sua inigualável voz.  Certamente apreciarão.





Lembro que nos  links apresentados em "links para suas preferências no blog", ao final da postagem, é
possível saber mais sobre este ou outros Artistas, assim como sobre outras Músicas ou ritmos de
sua preferência, em total segurança. Naveguem e descubram o  Brasil  na  Música e na Arte.

carlos miranda (betomelodia) 




Nunca vi ninguém viver tão feliz como eu no sertão
Perto de uma mata e de um ribeirão
Deus e eu no sertão

Casa simplesinha rede pra dormir
De noite um show no céu deito pra assistir
Deus e eu no sertão

Das horas não sei mas vejo o clarão lá vou eu cuidar do chão
Trabalho cantando a terra é a inspiração
Deus e eu no sertão

Não há solidão tem festa lá na vila
Depois da missa vou ver minha menina

De volta pra casa queima a lenha no fogão
E junto ao som da mata vou eu e o violão
Deus e eu no sertão


victor chaves



fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

sábado, 9 de dezembro de 2017

A Arte no Mundo - França


the earth, 1730

nicolas lancret, 1690/1743)
oil on canvas - 38 x 31 cm - thyssen bornemisza museum
madrid - spain


fonte
imagem e dados técnicos: google
publicado por : carlos miranda (betomelodia) 

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

A Arte no Mundo - Brasil


jesus and the woman taken in adultery, 1881/1884

josé maria oscar rodolfo bernardelli y thierry, 1852/1931
marble of saravezza - dimensions not informed - national museum of fine arts
rio de janeiro, rio de janeiro brazil


fonte
imagem e dados técnicos: google
publicado por : carlos miranda (betomelodia) 

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Pra Vizinho Olhar, Carlinhos Brown

carlinhos brown

Não há nada que eu adicione sobre o destaque de hoje na Música Brasileira: Carlinhos Brown, mas
só para lembrar, escrevo sobre o que já é do conhecimento de todos, tanto no Brasil quanto
no resto do mundo. Antonio Carlos Santos de Freitas é seu nome de batismo e ele veio
ao mundo no ano de 1962, no bairro do Candeal Pequeno, em Salvador, capital do
Estado da Bahia.  Percussionista,  compositor, cantor, arranjador, produtor,
também um grande agitador cultural, candomblecista,  Artista Plástico,
tem dezenas de parceiros em suas composições e intérpretes em
nosso universo musical. Seu nome artístico homenageia um
ícone,  James Brown e sua soul music, assim como a
H. Rap Brown,  ativista dos direitos civis. Em
nova roupagem, escolhi o vídeo em que
ele interpreta "Pra Vizinho Olhar".




Lembro que, nos links apresentados em "links para suas preferências no blog", ao final da postagem, é
possível saber mais sobre este ou outros Artistas, assim como sobre outras Músicas ou ritmos de
sua preferência, em total segurança. Naveguem e descubram o  Brasil  na  Música e na Arte.

carlos miranda (betomelodia) 




Tá vendo essa aí é filha de Oyá tá vendo essa aí é filha de Oyá
Quando ela incensa muzenza há e toda aldeia exala
Quem perde a cabeça não pensa mais vai atrás daquela doideira

Tem alguém aí pra vizinho olhar tem alguém aí pra vizinho olhar
Abre a janela pra se mostrar tira a burca o véu e a veia
A beleza bela é de intimidar gente tímida fica vermelha
Quem casar com Eva sustentará ela passarela ladeira
Acredite ou não ela chegará Eva com Nanã se assemelha

Gíria pega na fala palavrão pega na boca de todo mundo
Pula pega na cintura desce a mão pega na coisa na coxa toda sobe já

Copos de açaí no balcão do bar copos de açaí no balcão do bar
Todo povo seu é lá do Pará cozinheira sua mineira
Mas quando começa se abainar ela fica mais brasileira
Ô sol ô sorte ô sol ô sorte

Tá vendo essa aí é filha de Oyá
Copos de açaí no balcão do bar
Tem alguém aí pra vizinho olhar

Gíria pega na fala palavrão pega na boca de todo mundo
Pula pega na cintura desce a mão pega na coisa na coxa toda sobe já

E aê diga aê minha e aê minha diga aê minha
E aê minha diga aê minha e aê minha diga aê


carlinhos brown / arnaldo antunes



fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

domingo, 3 de dezembro de 2017

A Arte no Mundo - Rússia


stream in the birch forest, 1883

iwan iwanowitsch schischkin, 1831 / 1898
oil on canvas, 105 x 153 cm - state russian museum
saint petersburg - russia

fonte
imagem e dados técnicos: google
publicado por : carlos miranda (betomelodia) 

sábado, 2 de dezembro de 2017

A Arte no Mundo - Brasil


negroes fighting in brazil, 1820


augustus earle, 1793/1838
watercolor, uninformed measures - canberra national library
canberra - australia

fonte
imagem e dados técnicos: google
publicado por : carlos miranda (betomelodia) 

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Amuleto, Tiê

tiê gasparinetti biral


Ela nasceu na cidade de São Paulo, capital do Estado homônimo em 17 de Março de 1980, e lá
cursando Relações Públicas, iniciou seu relacionamento com nosso mundão de Deus. Foi uma
das integrantes da  Ford Models, participou de um comercial, que premiado em Cannes
a teve em foco principal. Mas creio que em minha opiniãozinha modestinha, foi em
em seu Café Brechó que a Música entrou em sua vida, ao conhecer Toquinho e
o tecladista Dudu Tsuda.  Gravou com eles sua primeira canção e partiu a
percorrer o Brasil e a Europa. Pronto. Assim ela optou pelo mundo da
Arte Musical, para deleite da poesia e para nossa cultura musical.

Multi-instrumentista, compositora que tem por preferência estilos
musicais como a mpb, folk e também indie pop, grava um EP em 2008.
Lança em 2009  o seu primeiro álbum, composições próprias acompanhadas
por  acordes   de seu toque  ao piano e ao violão,   seu instrumento  preferido. Os
anos   de 2009, 2011, 2014, 2015   e agora em 2017,   foram os anos   em que Tiê nos
brindou com novos álbuns,  e de seu último lançamento  escolhi a canção autoral Amuleto.
na faixa 9 de seu álbum  Gaya,  de bela letra,  que é um aviso aos  Joãos e Marias mundo afora.




Lembro que, nos links apresentados em "links para suas preferências no blog", ao final da postagem, é
possível saber mais sobre este ou outros Artistas, assim como sobre outras Músicas ou ritmos de
sua preferência, em total segurança. Naveguem e descubram o  Brasil  na  Música e na Arte.

carlos miranda (betomelodia) 




Não deixe eu me arrepender de um dia eu ter te amado João
Não deixe eu escapar assim me prende nos seus braços João
Cola do meu lado tranca um cadeado ponha alarme em mim

Não deixa eu chorar no quarto pensando em você João
Não deixe o tempo apagar eu posso te esquecer João
Me liga toda hora vigia a minha porta cuida do meu coração
Resolve os meus problemas me leva pro cinema depois até a lua
Me traz uma estrela me faz a gentileza comete uma loucura

Me leva no seu bolso me faz de travesseiro
Me pendura em seu pescoço feito um amuleto
Você me tem nas mãos mas não aperta João
Que eu escapo entre os seus dedos


tiê



fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

A Arte no Mundo - França


the sleepers, 1866

gustave courbet, 1819/1877
oil on canvas - 135 × 200 cm - petit palais museum
paris - france


fonte
imagem e dados técnicos: google
publicado por : carlos miranda (betomelodia) 

domingo, 26 de novembro de 2017

A Arte no Mundo - Brasil


divas III - 2016

adelino gonçalves - 1948 / in activity
oil on canvas - 100 x 80 cm - private collection - available for sale
rio de janeiro - brazil


fonte
imagem e dados técnicos: google
publicado por : carlos miranda (betomelodia) 

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Ofício, Sandrera e Duda Negrelli

duda nefrelli e sandrera


No início, ele divulgava a Música capixaba em seu Estado natal, Espírito Santo, e como escrevi no
destaque a ele dedicado em 18 de Outubro, sua estréia no Blog, seu eclético repertório era
composto de brasileiríssimo estilo folk-rock,  Música caipira, a popular, e também do
mais puro rock, mistura que a todos agradou.  Sua carreira teve início no final
dos anos 90 e com o passar dos anos, as suas composições denotam alto
nível de narrativa poética, com arranjos originais, inovadores. Foi
com  "Tá Freud, Baia", sua voz lembrando Raul Seixas que
sua estréia se deu por aqui, um folk-rock tupiniquim,
mas agora, uma faceta que muito me agradou
em sua narrativa poética, Ofício, onde
canta sua trajetória na Música. 






Lembro que, nos links apresentados em "links para suas preferências no blog", ao final da postagem, é
possível saber mais sobre este ou outros Artistas, assim como sobre outras Músicas ou ritmos de
sua preferência, em total segurança. Naveguem e descubram o  Brasil  na  Música e na Arte.

carlos miranda (betomelodia) 





Acordo cedo e me mando pelas oito logo após um cafezinho eu saio as oito
Nos olhos levo a esperança na boca o gosto do café e em meu peito bem guardado aquela fé
Vou seguindo pela cidade de mansinho vejo os pardais mas onde voam os canarinhos
E entre carros e motocicletas escapamentos e chaminés meu pensamento voa e eu sigo a pé

Faço um contato e já me esbarra o meio-dia no bolso uma merreca e rascunhos de poesia
Como um salgado faço um lanche e no copo do refrigerante enxergo meu lugar ao som num novo dia
E é assim que eu atravesso os meus janeiros num dia desse num jardim te juro que vi primeiro
Muitas mãos tocaram a rosa mas ela só se abriu nas mãos do jardineiro
Por mais mãos que toquem a rosa ela sempre reconhece as mãos do jardineiro

Pelas cinco da tarde eu sinto a falta de um café mas as moedas acabaram me lembro e agora José
Olho prum lado e pro outro me vem o gosto do café o jeito é eu voltar pra casa a pé
Na volta as vezes eu encontro um amigo que comenta sobre a faculdade e briga comigo
Nessa hora me aperta o peito sinto até medo desse mundo cão
Mas que se dane o mundo inteiro meu ofício é fazer canção

É que essa é minha estrada minha história de futuro incerto
Mas só assim eu sou feliz atravessando esse deserto
Um cara simples que aprendeu com a vida
A doce alquimia dos sonhos de transformar o momento em verso

Acordo cedo e me mando pelas oito...

sandrera



fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

terça-feira, 21 de novembro de 2017

Arte no Mundo - França


bathsheba, 1889

jean léon gérôme - 1824 / 1904
oil sketch on canvas - 100 x 61 cm - private collection
paris - france


fonte
imagem e dados técnicos: google
publicado por : carlos miranda (betomelodia)