segunda-feira, 29 de junho de 2015

Betto Damasceno, Olhares

olhar 29


A publicação de hoje sobre as Artes Plásticas Brasileiras, traz-nos um paulista nascido na cidade
de São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo e lá morando no Jardim Chácara Inglesa.
Durante onze anos, foi apenas um apreciador da Arte, visitando várias exposições e
o resultado foi tornar-se autodidata na pintura, adotando grande variedade de
estilos, livre de influências e rótulos. Sua obra é muito bem conceituada.


betto damasceno


Escrevo sobre Carlos Alberto Brisola Damasceno, que assina suas telas como Betto Damasceno.
Artista Plástico de grande reconhecimento artístico, e que segundo suas palavras, tem o
prazer de ao deslizar os pincéis sobre as telas, ver surgir formas e cores que o levam
aos caminhos traçados por sua imaginação. Em suas criações Betto não  coloca
título, pois seria como determinar um sentido à sua criação, preferindo que
cada  um  sinta-se  à vontade  para  identificar-se com seus trabalhos.

Como sempre ressalto, ao final da postagem na série de links apresentados em
"links para suas preferências no blog", é possível saber mais sobre este ou outros
Artistas Plásticos, assim como sobre outros estilos de sua preferência aqui no blog,
com total segurança. A pequena mostra a seguir que escolhi para ilustrar a postagem
é parte de sua série "Olhares",  e sobre  a qual tenho toda a certeza será de seu agrado.

carlos miranda (betomelodia)




olhar 19

olhar 02

olhar 15

olhar 08

olhar 01
olhar 03

olhar 06

olhar 24

olhar 22



destaco: olhar 30


fontes
imagens: google - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Paula Fernandes, Eu Sem Você

paula fernandes


A postagem de hoje é sobre a composição de uma dupla de renome na Música Setaneja Brasileira,
Paula Fernandes e Zezé di Camargo. Esta foi a segunda vez que uniram seus talentos na criação de mais
um grande sucesso, sendo que da primeira parceria foi criada "P'rá Você", lançada em 2011.

A segunda parceria resultou na canção "Eu Sem Você", que está no álbum de Paula, "Meus Encantos".
Foi a Música mais tocada nas rádios em 2012, ano de seu lançamento em um single com
belas imagens aéreas da Serra do Cipó, Estado de Minas Gerais, onde Paula
passou sua infância. Lugares paradisíacos e inspiradores.

O vídeo em bela edição nos revela as belezas naturais de nosso País, com a voz de Paula nos levando em
uma viagem repleta de romantismo na letra desta ótima canção, em que Paula contracena com
Mister Rodeio Brasil 2012, Felipe Cunha.  Como sempre ressalto, ao final da postagem na
série de links apresentados em "links para suas preferências no blog", é possível
saber mais sobre este ou outros Artistas assim como sobre ritmos de sua
preferência aqui no blog, com total segurança.

carlos miranda (betomelodia)


video



Eu tô carente desse teu abraço desse teu amor que me deixa leve
Eu tô carente desses olhos negros desse teu sorriso branco feito neve
Eu tô carente desse olhar que mata dessa boca quente revirando tudo
Tô com saudade dessa cara linda me pedindo fica só mais um segundo

Tô feito mato desejando a chuva madrugada fria esperando o sol
Tô tão carente feito um prisioneiro vivo um pesadelo beijo sem paixão
Tô com vontade de enfrentar o mundo ser pra sempre o guia do seu coração
Sou a metade de um amor que vibra numa poesia em forma de canção

Sem você sou caçador sem caça sem você a solidão me abraça
Sem você sou menos que a metade sou incapacidade de viver por mim

Sem você eu sem você sem você
Eu sem você sem você


paula fernandes / zezé di camargo




fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

terça-feira, 23 de junho de 2015

Gabriel Sater, Milhões de Estrelas

gabriel sater


A publicação de hoje, traz mais uma vez o sobrenome Sater ao blog. Mas não é sobre o Almir que
irei escrever e sim sobre seu filho Gabriel, que embora não tenha origem Sul-Mato-Grossense
e sim paulista, tem como característica em sua obra a influência da bela planície alagada, o
Pantanal. Violonista, compositor e cantor, nascido em São Paulo em novembro de 1981, Gabriel
em sua carreira iniciada no ano 2000, tem como base a cultura pantaneira em uma grande
variedade de ritmos e estilos, como o chamamé e a polca paraguaia dentre outros.

Filho de um dos ícones da Música Regional Pantaneira, Almir Sater, ele sempre evita as
inevitáveis comparações com o pai, e é veemente ao segundo sua palavras afirmar que na vida
"Cada um tem seu cada um. Mesmo que eu quisesse imitá-lo, nunca seria ele. Existe uma
aura espiritual que protege pessoas tão especiais como meu pai
". Mas duas semelhanças
são dignas de serem mencionadas: o fato de os dois serem violeiros e com sua Música
terem sido atores de novela. Quanto a semelhanças entre os dois, Luiz Fernando Carvalho
afirma que não se pode comparar o filho ao pai, pois o pai já está no Olimpo e Gabriel,
ainda à caminho. Tenho certeza que logo vai estar lá, pois talento não falta.

Escolhi para ilustrar a postagem, o vídeo em que Almir acompanha Gabriel cantando a Música
de autoria de seu pai, "Milhões de Estrelas", no qual lado a lado, pai e filho dão um show de
interpretação. Como sempre ressalto, ao final da postagem na série de links apresentados em
"
links para suas preferências no blog", é possível saber mais sobre este ou outros Artistas
assim como sobre os ritmos de sua preferência aqui no blog, com total segurança.

carlos miranda (betomelodia)


video


Neste Mato Grosso desde os tempos de menino
Quando eu comecei a percorrer os teus caminhos
E deste chão eu fiz o meu lugar
Nos meus sonhos quis plantar e a colheita há de vir

Como as cachoeiras nos teus rios cristalinos
Toda essa pureza deve ser um bem divino
E pode a nossa sede saciar
Nosso campo abençoar gerações fazer florir

Sou feliz aqui terra de gigantes
Onde bravos índios viviam antes
Onde temos ouro e diamante
Nas milhões de estrelas no horizonte

almir sater e paulo simões




fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

sábado, 20 de junho de 2015

Junho de 2015, Dez Anos de Blog...

betomelodia.blogspot.com
carlos miranda (betomelodia), litoral norte, rio grande do sul, brasil





É, o blog "betomelodia - música e arte brasileira" está completando seu décimo ano na Web. Tem como objetivo principal a divulgação de nossas Músicas, de nossos Artistas Plásticos e elementos culturais de nosso amado País, o Brasil.

O blog foi criado com o propósito de divulgar apenas a vida noturna da Cidade de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, onde morei por 28 anos. Era utilizado para divulgar minhas apresentações nos palcos da vida em 2005, tendo inicio se não estou enganado, no mês de abril, mas como já mencionei ao comemorar nove anos, perdi as publicações até junho de 2006, por pura inabilidade minha. Resolvi continuar à partir de junho de 2006.

Retirei algumas postagem que eram sequências das muitas perdidas, decidindo então apenas divulgar o Universo Musical e Artístico do Brasil, além de poucas "escrevinhações" que ao longo dos anos produzi. Como já sabem, vários problemas ocorreram e até os dias atuais aos poucos venho corrigindo. O blog foi mantido graças à pedidos de meus leitores, aos quais sou imensamente grato pelo incentivo.

Assim, permaneço divulgando a Música Brasileira e os fascinantes trabalhos de nossos talentosos Artistas Plásticos, revelando um pouco da Cultura de um povo rico em tradições Musicais e Artísticas, que fazem com que nosso querido Brasil continue a ser o maravilhoso e imenso celeiro cultural que é.


carlos miranda (betomelodia)





fontes
imagens e texto: carlos miranda (betomelodia) 

quarta-feira, 17 de junho de 2015

Ricardo Ardente, o Impressionismo e a Técnica Espatulada

buscando o leite


A publicação de hoje sobre as Artes Plásticas Brasileiras, nos revela um "carioca da gema",
meu conterrâneo, nascido na Cidade do Rio de Janeiro em novembro de 1958. A pintura
fez parte de sua vida desde a infância, pois seu pai à época comerciante, pintava nas
horas vagas por hobby. Foi com a idade de quinze anos que ao receber do seu pai
a maleta de pintura que ele usava, sua carreira nas Artes teve início. Tendo as
primeiras instruções dadas por seu pai, começou seus trabalhos.

O nome do Artista Plástico hoje em destaque é Ricardo Ardente de Almeida, que assina seus
trabalhos por Ardente e que alcançou projeção internacional. Seu estilo foi baseado na
técnica impressionista do pintor Durval Pereira desde sua adolescência, tendo tido
participação em vários concursos à época. Pintou até aos de vinte anos, pois
formado em Engenharia Química optou pela profissão até o ano de 1997.
Nesse ano, fez o curso sobre pintura espatulada com o artista Moro,
retomando suas atividades nas Artes Plásticas. 


ricardo ardente


Mas no ano de 2000, Ardente mais uma vez interrompeu sua carreira por doze anos. E foi em
2012 que a Arte e a Cultura Brasileira recebeu de volta, definitivamente, um de seus
representantes que em vários Países americanos e europeus, tem telas que
divulgam belezas, cores e paisagens do Brasil. Detentor de Medalhas,
Ouro, Prata e Bronze, Menções Honrosas e diversos outras
premiações por seus trabalhos, Ardente é um dos
grandes nomes das Artes Plásticas.

Lembro que para ver outras postagens sobre Artes Plásticas Brasileiras, é só clicar nos links
no final da postagem em "
links para suas preferências no blog", que seus gostos quanto a
estilos e pintores estarão à disposição com segurança total, aqui mesmo no blog.


carlos miranda (betomelodia)




sem título disponível

sem título disponível

o passeio
sem título disponível

flamboyant na fazenda


marinha, sem título disponível
fazenda capoava, itú, são paulo

sem título disponível

outeiro da glória, rio de janeiro, rj
sem título disponível

sem título disponível





destaco: sem título disponível


fontes
imagens: google - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

domingo, 14 de junho de 2015

Diga Sim, Paula Fernandes

paula fernandes


Nesta postagem trago mais uma vez a dona de uma maravilhosa voz, Paula Fernandes. Ela que tem
admiradores que vão da mais tenra idade aos mais idosos, causa sempre surpresa por suas
interpretações perfeitas em qualquer estilo musical, por seus shows com maravilhosos
temas e por sua afinada voz. É a Artista que mais vendeu discos na última década.

Em várias postagens anteriores, descrevi Paula em muitos aspectos e deixei claro que sou
"fã de carteirinha" desta pessoa maravilhosa que ela é. Todos sabem que ela é cantora
e compositora; alguns que é arranjadora e empresária. Mas poucos sabem que além
disso ela é filantropa, ajudando a manter em sua cidade natal, Sete Lagoas, lá no
Estado de Minas Gerais, uma ONG que ajuda pessoas deficientes. Em maio de
2013, em sua turnê pelo continente africano, doou parte da arrecadação
de seus shows em Angola e Cabo Verde, para várias causas sociais.

E sabem quem é a Madrinha e Musa da Polícia Federal Brasileira? Paula Fernandes. E é também a
personalidade mais seguida nas redes sociais do Brasil, tendo sido eleita a décima sexta
mulher mais sexy do mundo e uma das pessoas mais influentes da América Latina.

Se outra publicação com a Paula eu colocar no blog, não sei sobre o que mais vou escrever
sobre ela. Escolhi para ilustrar a postagem uma de suas composições , "Quero Sim",
uma bela canção ao amor. Lembro que ao final da publicação, é só clicar nos
itens em "Links para suas preferências no blog", para ler um pouco mais
sobre esta Artista ou acessar estilos musicais de sua preferência,
aqui mesmo no blog e com segurança. Espero apreciarem.

carlos miranda (betomelodia)


video


Às vezes sou fada às vezes faísca
Estou ligada na tomada numa noite mal dormida 

Eu tô com saudade da nossa amizade 
Do tempo em que a gente amava se ver 
Eu não sou palavra eu não sou poema 
Sou humana pequena a se arrepender 

Às vezes sou dia às vezes sou nada 
Hoje lágrima caída choro pela madrugada 
Às vezes sou fada às vezes faísca 
Estou ligada na tomada numa noite mal dormida 

Se o teu amor for frágil e não resistir 
E essa magoa então ficar eternamente aqui 
Tô de volta a imensidão de um mar que é feito de silêncio 

Se os teus olhos não refletem mais o nosso amor 
E a saudade me seguir pra sempre aonde eu for 
Fica claro que tentei lutar por esse sentimento 

Diga sim ouça o som prove o sabor que tem o meu amor 
Cola em mim a tua cor eu te quero sim sem dor

paula fernandes



fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

quinta-feira, 11 de junho de 2015

No rastro da Lua Cheia, Almir Sater

almir sater


" No Mato Grosso do Sul estamos de frente para as estrelas."
Almir Sater


A publicação de hoje traz ao blog por mais uma vez Almir Sater, um amante da Música e da Viola,
ele que com seu tradicional chapéu boiadeiro, narra a vida nas mais belas canções regionais
lá de Mato Grosso do Sul. Além do que já escrevi sobre ele em anteriores postagens, nada
mais relevante tenho para acrescentar a este que ao lado de outros grandes nomes,
compositores e cancioneiros, analtece o tradicionalismo cultural regionalista.

A composição escolhida por mim para ilustrar esta postagem, foi lançada no ano de 2006,
no álbum "7 Sinais", minha preferida por sua letra de perfeita métrica e por sua genial
simplicidade, em que nada falta ao toque mágico de sua viola e ao belo toque do
violão de seu irmão, Rodrigo Sater, que no vídeo, está à esquerda de Almir.

Como sempre ressalto, ao final da postagem na série de links apresentados em
"links para suas preferências no blog", é possível saber mais sobre este ou outros
artistas assim como sobre os ritmos de sua preferência, aqui no blog com a garantia
de total total segurança. Tenho certeza: apreciarão a canção "No Rastro da Lua Cheia".

carlos miranda (betomelodia)


video


No quintal lá de casa passava um pequeno rio
Que descia lá da serra ligeiro escorregadio
A agua era cristalina que dava pra ver o chão
Ia cortando a floresta na direção do sertão
Lembrança ainda me resta guardada no coração

E tudo era azul celeste brasileiro cor de anil
Nem bem começava o ano já era final de Abril
O vento pastoreando aquelas nuvens no céu
Fazia o mundo girar veloz como um carrossel
E levantava a poeira e me arrancava o chapéu

Ah o tempo faz tempo desfaz
E vai além sempre

A vida vem lá de longe é como se fosse um rio
Pra rio pequeno canoa pros grandes rios navios
E bem lá no fim de tudo começo de outro lugar
Será como Deus quiser como o destino mandar
No rastro da lua cheia se chega em qualquer lugar

almir sater / renato teixeira



fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google