terça-feira, 29 de abril de 2014

Verdade, Uma Ilusão... Marisa Monte

betomelodia.blogspot.com


..." a ilusão é a única verdade ...

Marisa Monte. Após cerca de seis anos atuando apenas em seus shows,
voltou a gravar. E volta de maneira excelente. Com a beleza de suas
letras onde poesia e melodia fundem-se em seu estilo muito
próprio de cantar, cativa os ouvintes com sua voz.

Jamais fazendo concessões, ela canta o que quer cantar, da maneira
que acha melhor e quando acha que deve cantar. Creio ser este
o motivo de seu sucesso de público e crítica.

O vídeo que ilustra esta postagem traz a Música título de sua sexta
turnê, "Verdade, Uma Ilusão", unindo Música, Artes Plásticas e
muita emoção em um magnífico show de luzes e cores.


carlos miranda (betomelodia)


video



Eu posso te fazer feliz feliz me sentir também
Eu posso te fazer tão bem eu sei isso eu faço bem
Roubar-te um beijo no salão girar sem perder o chão
Não vou deixar você cair cintura leve a minha mão

Verdade uma ilusão vinda do coração
Verdade seu nome é mentira

Eu posso te fazer ouvir milhões de sinos ao redor
Eu posso te fazer canções o amor soa em minha voz
Eu posso te fazer sorrir meus olhos brilham para ti
E os pés já sabem onde ir ninguém precisa decidir

Verdade uma ilusão vinda do coração
Verdade seu nome é mentira


arnaldo antunes / carlinhos brown / marisa monte 



fontes
imagem: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

sábado, 26 de abril de 2014

Coisas do Mundo Minha Nêga, Paulinho da Viola

betomelodia.blogspot.com


Paulinho da Viola é em minha humilde opinião, o maior representante do
Samba no Brasil. Com elegância ímpar no compor e interpretar, ele é
possuidor de louvável sutileza em algumas letras de sua autoria, revelando
um retrato cotidiano do trabalhador brasileiro em suas Músicas.



paulinho da viola

A que escolhi para esta postagem é um exemplo. A violência, a saúde,
drogas e alcoolismo, são elementos que fazem parte da vida de uma grande
parcela de nosso povo, na decadência das grandes cidades. O Samba
tem por título "Coisas do Mundo, Minha Nêga", em cuja letra ele narra a
volta do trabalhador para casa. Escrita de maneira simples, não é
uma crítica social, apenas a narração de fatos. Genial.

carlos miranda (betomelodia)


video


Hoje eu vim minha nêga como venho quando posso
Na boca as mesmas palavras no peito o mesmo remorso
Nas mãos a mesma viola onde gravei o teu nome
Nas mãos a mesma viola onde gravei o teu nome

Venho do samba atento nêga vim parando por aí
Primeiro achei Zé Fuleiro que me falou de doença
Que a sorte nunca lhe chega que está sem amor e sem dinheiro
Perguntou se eu não dispunha de algum que pudesse dar
Puxei então da viola cantei um samba pra ele
Foi um samba sincopado que zombou de seu azar

Hoje eu vim minha nêga andar contigo no espaço
Tentar fazer em teus braços um samba puro de amor
Sem melodia ou palavra pra não perder o valor
Sem melodia ou palavra pra não perder o valor

Depois encontrei Seu Bento nêga que bebeu a noite inteira
Estirou-se na calçada sem ter vontade qualquer
Esqueceu do compromisso que assumiu com a mulher
Não chegar de madrugada e não beber mais cachaça
Ela fez até promessa pagou e se arrependeu
Cantei um samba pra ele que sorriu e adormeceu

Hoje eu vim minha nêga querendo aquele sorriso
Que tu entregas pro céu quando eu te aperto em meus braços
Guarda bem minha viola meu amor e meu cansaço
Guarda bem minha viola meu amor e meu cansaço

Por fim achei um corpo nêga iluminado ao redor
Disseram que foi bobagem um queria ser melhor
Não foi amor nem dinheiro a causa da discussão
Foi apenas um pandeiro que depois ficou no chão
Não tirei minha viola parei olhei vim embora
Ninguém compreenderia um samba naquela hora

Hoje eu vim minha nêga sem saber nada da vida
Querendo aprender contigo a forma de se viver
As coisas estão no mundo só que eu preciso aprender
As coisas estão no mundo só que eu preciso aprender

paulinho da viola



fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Naza e a Arte Figurativa Abstrata

betomelodia.blogspot.com


Maria Nazareth Maia Rufino McFarren. Ou como ela assina suas criações, Naza.
Para saber quem ela é, vamos começar por revelar que é detentora do prêmio
Brazilian International Press Award 2006, por ser a Artista Plástica brasileira
que mais contribuiu na divulgação da imagem positiva do Brasil nos
Estados Unidos da América.

Nascida em Santa Cruz do Piaui, conhecida internacionalmente por seus
quadros tendo como tema espécies da fauna ameaçadas de extinção, assim
como por suas obras retratando celebridades e altas autoridades em uma
técnica inconfundível, um misto de figurativismo e abstracionismo. Já teve sua
tela retratando o presidente dos Estados Unidos, Bill Clinton, exposta na
Casa Branca durante todo seu mandato. 


auto retrato - naza

Em uma rápida análise de suas andanças dentro e fora do Brasil, eu creio ser
Naza é uma Cidadã do Mundo que jamais esqueceu suas origens. Seu início
nas Artes foi em Brasília, quando começou a pintar profissionalmente mas,
foi em Recife, a capital pernambucana, que ela começou a desenvolver
seu estilo e fez sua primeira exposição individual. Escolhi onze de suas
criações, uma pequena mostra de seu imenso talento, para que apreciem.

carlos miranda (betomelodia)




nú artístico

bandeira do brasil

senhora justiça

porta vermelha

mulher introspectiva

o canto do cisne

urso panda

arara vermelha

águia brasileira-americana



destaco: zebra

fontes
imagens: google - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

domingo, 20 de abril de 2014

Bate Coração, com Clã Brasil e Marinês

betomelodia.blogspot.com


Seja num Xote, um Baião, um Frevo ou uma Toada, elas arrasam. Com cada
uma delas tocando vários instrumentos, são uma realidade grata no cenário da
nossa Música Brasileira, defendendo ferrenhamente as tradições do nossos
Mestres do Nordeste, Jackson do Pandeiro, Luiz Gonzaga e Gordurinha,
entre muitos outros.



as meninas do clã brasil

Escolhi para esta postagem, uma composição de Inês Caetano de Oliveira,
ou Marinês, como era conhecida em vida, intitulada Bate Coração, 
composta no ano de 1980, e sucesso até os dias atuais.



m a r i n ê s

No vídeo abaixo, Marinês é a convidada do Clã. A verdadeira Música
Nordestina é imorredoura e está muito bem representada por estas
meninas, graciosas, afinadas e cativantes. Vamos ao vídeo.

carlos miranda (betomelodia)


video


Bate bate bate coração dentro desse velho peito
Você já está acostumado a ser maltratado a não ter direitos
Bate bate bate coração não ligue deixe quem quiser falar
Porque o que se leva dessa vida coração é o amor que a gente tem pra dar

Oi tum tum bate coração
Oi tum coração pode bater
Oi tum tum bate coração
Que eu morro de amor com muito prazer

As águas só desaguam para o mar meus olhos vivem cheios d'água
Chorando molhando meu rosto de tanto desgosto me causando mágoa
Mas meu coração só tem amor amor e que era mesmo pra valer
Por isso a gente pena sofre e chora coração e morre todo dia sem saber

Oi tum tum bate coração
Oi tum coração pode bater
Oi tum tum bate coração
Que eu morro de amor com muito prazer

antonio barros / cecéu



fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Segue o Som, Vanessa da Mata



Nesta véspera de "feriadão" aqui no Brasil, destacamos a compositora e
cantora Mato-grossense Vanessa da Mata, interpretando a música Segue o Som,
carro chefe de seu novo CD, revelando a contemporaneidade de nossa
sociedade com suas concepções distorcidas, fanatismos e pessoas
vazias em sua essência.


vanessa da mata

Vanessa mostra o olhar profundo de um observador que tem como inspiração
a vida, trazendo em sua letra a dureza, o amor e a alegria de viver em nosso
dia-a-dia. Como ela o diz, sua inspiração está na vida e a vida, deve ser
repleta de sólidas relações para que nossos passos sejam firmes.

carlos miranda (betomelodia)


video



Segue o som pense um pouco no que está fazendo
Relaxe seu semblante e pense no que está se metendo
Eu não queria dizer nada mas sou sua amiga
Enxergue além de você e pense na medida

Vamos sair um pouco pra dançar vamos ver a vida
Sobre outras curvas outros aspectos sem muita loucura
Te conheço já há tanto tempo não quero te ver mal
Mas um momento é apenas um momento

Vamos sair vamos sair vamos sair...

Gosto que dance comigo num passo pequeno pura curtição
Dramas são sempre enrolados tome mais cuidado não vá sem razão

Segue o som segue o som segue o som...

Vamos sair um pouco pra dançar vamos ver a vida
Mas um momento é apenas um momento

Um momento um momento um momento...

vanessa da mata



fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

segunda-feira, 14 de abril de 2014

A Estrada, Cidade Negra

betomelodia.blogspot.com


A postagem de hoje traz a banda surgida em Belford Roxo, no
Rio de Janeiro no ano de 1986. Originalmente voltada para o Reggae com
influências do soul e do pop rock, tendo como foco principal o Amor
e os problemas sociais do povo brasileiro.


cidade negra

Bem conhecida no âmbito musical brasileiro e também no internacional,
sempre apaixonados pelo ritmo jamaicano e influenciados por letras
das canções de Bob Marley, no povo buscavam inspiração para 
em suas Músicas clamar por um Brasil esquecido e sem chances.

O vídeo a seguir traz a banda cantando o Amor: A Estrada. Acho muito
engraçado como algumas das composições que quando nos palcos
eu ainda atuava, trazem-me vívidas recordações... e esta é uma delas.

carlos miranda (betomelodia)


video



Você não sabe o quanto eu caminhei pra chegar até aqui
Percorri milhas e milhas antes de dormir eu nem cochilei
Os mais belos montes escalei
Nas noites escuras de frio chorei ei  ei ei ei ei ei ei ei ei

A vida ensina e o tempo traz o tom
Pra nascer uma canção com a fé do dia a dia
Encontro a solução encontro a solução

E Quando bate a saudade eu vou pro mar
Fecho os meus olhos e sinto você chegar
Você chegar

Psicon psicon psicon

Quero acordar de manhã do teu lado e aturar qualquer babado
Vou ficar apaixonado no teu seio aconchegado
Ver você dormindo e sorrindo (é tão lindo)
É tudo que eu quero pra mim tudo que eu quero pra mim

Together together ah ah ah ah
Meu caminho só meu pai pode mudar
Meu caminho só meu pai meu caminho
Together ah ah ah ah ah ah ah
Meu caminho só meu Deus pode mudar
Meu caminho só meu Deus meu caminho together

da gama / toni garrido



fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Fernando Merlo Bessa e as Cores das Emoções

betomelodia.blogspot.com


Na postagem de hoje sobre as Artes Plásticas no Brasil, enfocamos um
carioca que retrata a vida em suas telas de uma maneira toda especial:
o colorido das emoções, emoções de Fernando Merlo Bessa.


fernando merlo bessa

Sua vida é dedicada à pintura desde os doze anos, sem ter jamais parado
de pintar. Cursou a Escola de Arte Ivan Serpa, no Museu de Arte Moderna do
Rio de Janeiro e criou sua marca, colocando em suas telas paisagens da
alma, estados de espírito, música que anseia por tornar-se forma e cor.
Fernando dá vida aos pedaços de sua biografia em suas pinturas.
Eterniza fragmentos de suas memórias.

carlos miranda (betomelodia)




diafragma

constelação

sem título

dicotomia

sem título

assombro final

pocilga



destaco: nossas meninas, terra brasilis


fontes
imagens: google - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google