sexta-feira, 21 de março de 2014

Oração ao Tempo, Djavan

betomelodia.blogspot.com


No ano de 1572, na Inglaterra, nasceu John Donne.
Foi um poeta, prosador e também clérigo. Na vibração das
cordas e acordes de seu alaúde, declamava versos e entoava
suas canções. John morreu no ano de 1631, em sua terra natal.
Mas, o que este inglês de épocas tão remotas tem em comum
com a Música Popular Brasileira? Nada. Mas sua obra, tudo.

Acontece que ele deixou um belo legado à humanidade. E deste
legado, um de seus escritos caiu em mãos de um já velho conhecido
nosso, autor de inúmeros sucessos e dono de um interpretar
inigualável, conhecido por Caetano Veloso. É, Caetano.


djavan

De um ótimo texto secular, nasceu a inspiração para uma composição
que classifico como uma prece, tendo como título Oração ao Tempo
Nela o tempo é tratado como um deus, pois a vida entranhada em
seus meandros, nos tornas escravos de seus desígnios. Até quando? 

Para ilustrar esta postagem escolhi um vídeo com Djavan, uma
personalidade muito querida em meu blog, grande ícone no
universo da Música Popular Brasileira.

carlos miranda (betomelodia) 


video


És um senhor tão bonito quanto a cara do meu filho
Tempo tempo tempo tempo
Vou te fazer um pedido tempo tempo tempo tempo

Compositor de destinos tambor de todos os rítmos
Tempo tempo tempo tempo
Entro num acordo contigo tempo tempo tempo tempo

Por seres tão inventivo e pareceres contínuo
Tempo tempo tempo tempo
És um dos deuses mais lindos tempo tempo tempo tempo

Que sejas ainda mais vivo no som do meu estribilho
Tempo tempo tempo tempo
Ouve bem o que te digo tempo tempo tempo tempo

Peço-te o prazer legítimo e o movimento preciso
Tempo tempo tempo tempo
Quando o tempo for propício tempo tempo tempo tempo

De modo que o meu espírito ganhe um brilho definido
Tempo tempo tempo tempo
E eu espalhe benefícios tempo tempo tempo tempo

O que usaremos prá isso fica guardado em sigilo
Tempo tempo tempo tempo
Apenas contigo e migo tempo tempo tempo tempo

E quando eu tiver saído para fora do teu círculo
Tempo tempo tempo tempo
Não serei nem terás sido tempo tempo tempo tempo

Ainda assim acredito ser possível reunirmo-nos
Tempo tempo tempo tempo
Num outro nível de vínculo tempo tempo tempo tempo

Portanto peço-te amigo e te ofereço elogios
Tempo tempo tempo tempo
Nas rimas do meu estilo tempo tempo tempo tempo

caetano veloso 



fontes
imagens: google - vídeo: youtube - texto: carlos miranda (betomelodia)
base das pesquisas: google